FIDEL

Três amigos jornalistas decidem, ao saber da morte de Fidel, que precisam ir a Cuba. Foram e na volta publicaram o que viram em Yo Soy Fidel, um livro com fotos dos três, Gibran Mendes, Leandro Taques e Tadeu Vilani. Os textos são do Gibran.
A obra (com financiamento coletivo) é apresentada como um livro triste, porque eles captaram os sentimentos dos que não teriam mais Fidel. Mas nada sobre Cuba consegue ser triste. O livro é delicado.
Falo do livro agora porque ganhei de presente do Gibran pelas mãos da minha amiga jornalista Gladis Ybarra. Será minha leitura do fim de semana.

Copa

Alguém conhece um parente ou um amigo que tenha comprado a camiseta da Seleção para usar nos dias dos jogos?

*******

Quem aguenta as patriotadas verde-amarelas da propaganda rasa de autoajuda do Itaú na TV?

Solto de novo

Daqui a alguns dias vão mandar prender Paulo Preto de novo. E Gilmar Mendes vai mandar soltar, como mandou hoje.
O laranja de José Serra não leva nem muda de roupa pra cadeia. Entra de manhã e sai à tarde.
Mais uma noite de sono tranquilo para os tucanos. Não haverá delação e nada que incomode os corruptos impunes.

Nada acontece

Pedro Parente aumentou o preço da gasolina na semana do caos em 0,74%. Mas foi bondoso. Se quisesse, sabe que poderia dobrar o preço e não aconteceria nada. Nada.
Se Parente decidisse vender a Petrobras por R$ 1,99, também não aconteceria nada.
Ele e os cúmplices do golpe sabem disso. Só aconteceria alguma coisa se a Petrobras acabasse com a Netflix.
Mas a Netflix não é da Petrobras.

O LARANJA DE SERRA

A prisão de Paulo Preto acende de novo a luz amarela dos tucanos. Antes de ser libertado por ordem de Gilmar Mendes, o operador de José Serra, laranja de R$ 300 milhões na Suíça, estaria disposto a delatar os tucanos.
Mas foi solto e saiu dizendo que nunca faria isso. Só que agora ele foi preso junto com a filha, que seria uma pessoa sob forte tensão.
Preto pode voar de novo para fora da gaiola. É só acionarem o Gilmar. Se não voar, pode piar.
Ele é quem sabe quem tem o quê da dinheirama que levou para fora do país da roubalheira nos governos tucanos de São Paulo.
A filha, Tatiana, estaria com as malas prontas para viajar para as Ilhas Maldivas, quando foi presa hoje com o pai.
O que a família Preto teria por lá? Deve ter alpiste para os tucanos.

GUI

Esse guri aí é a prova de que o Alegrete não para de produzir artistas. O cantor e compositor Guilherme Mendes recebe hoje o título do Mérito Legislativo, na Câmara de Vereadores da cidade.
A homenagem foi proposta pelo vereador Paulo Antônio Berquó Farias. Eu queria estar lá, porque o Guilherme é um figuraço. E por acaso é meu sobrinho. Viva o Gui. Viva o Alegrete.

A imagem pode conter: 1 pessoa, oceano

Relhaços

Uma quarta-feira com tudo que o golpe gosta. Bombas de gás da Brigada contra petroleiros em Canoas e publicação do decreto do governo que encerra as atividades da Fundação Piratini.
É a tentativa de imposição da República do Relho.

QUEM VAI PRA FILA?

Um tema controverso juntou umas seis pessoas numa roda de conversa na ferragem da Juca Batista agora pela manhã. O assunto foi provocado pelo seu Mércio, que vem acompanhando as filas nos postos de gasolina.
O novo drama provocado pelo golpe, segundo seu Mércio, é este: quem da família leva o carro para a fila à espera do caminhão que talvez nem apareça?
Famílias que não chegaram a ser divididas pelo debate político, mesmo que um filho seja eleitor do Bolsonaro, estão rachadas agora por causa da fila.
Ninguém quer ir para a rua e ficar empurrando o carro um dia inteiro para ter sua cota de R$ 100 de gasolina. O golpe continua abalando a família brasileira.