Perdi meu tempo vendo e ouvindo Bolsonaro. Foi a fala colegial de um inimigo da Amazônia, agora assustado e sob pressão interna e internacional.
O Bolsonaro que fala de improviso é um, o que lê um discurso ruim escrito pelos militares é outro.
Vou esperar o pronunciamento do Emmanuel Macron.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 4 =