O tempo urge

Não sei se é desarrazoável ou intempestivo, mas acho que já podemos começar a pensar, sem palpites de inopino, mas bem concatenados com a realidade, sobre o tempo de duração da dinastia do Jaburu.

Mesmo que se diga que a direita dar-lhe-ia nova chance de se recompor, a situação do homem, depois do caso do Geddel, ficou complicada.

Esta é a semana que em que o interino finalmente sentir-se-á abandonado pela imprensa e pelo pato da Fiesp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 8 =