A CASSAÇÃO DO GESTOR

A primeira reação, a mais emocional, sobre a possibilidade de reabertura do debate sobre o impeachment do gestor de Porto Alegre é esta: que a direita prove do próprio veneno e experimente o gosto de um cerco político implacável, até tombar.
A segunda reação: que o gestor vá até o fim, mas sem o direito absoluto de maltratar Porto Alegre, como vem fazendo, porque foi eleito para cuidar da cidade, mesmo que se mostre inapto e/ou inepto.
A terceira reação, que me ocorre agora: que a Câmara, com as prerrogativas que tem, decida o que fazer. Desde que seja pela abertura do processo de cassação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 3 =