A direita que tenta te enganar

Uma das notícias em destaque nos sites hoje é esta: João Doria Júnior, o tucano eleito prefeito de São Paulo, promete doar todos os salários, porque é uma pessoa boa e do bem.

A primeira doação será para, diz ele, “a associação para as crianças defeituosas”.

A direita brasileira não comete gafes, como dizem as notícias. Isso não é uma gafe. E é mais do que uma grosseria. É uma manifestação de ignorância e de desrespeito.

O tucano paulista faz média com as crianças com deficiência e as define como crianças defeituosas. E vem se habilitando, andam dizendo, a disputar a presidência da República.

Em Porto Alegre, o homem que anda, representante tucano na eleição, faz média com as criancinhas em geral. E assim tenta seduzir os moradores das vilas.

A direita se diverte fazendo política e usando as crianças como não se fazia desde o final do século 20. A direita perdeu o que ainda poderia ter de restos de escrúpulos e chegou à perfeição.

One thought on “A direita que tenta te enganar

  1. REALMENTE FOI UMa gafe. A ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À CRIANÇA COM DEFICIÊNCIA (AACD), A QUEM DORIA PROMETEU DOAR SEU PRIMEIRO SALÁRIO, FOI FUNDADA EM 1950, PARA TRATAR DE CRIANÇAS VÍTIMAS DA POLIOMIELITE. O NOME ORIGINAL DA ENTIDADE ERA ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À CRIANÇA DEFEITUOSA, E EM 2000 UMA VOTAÇÃO INTERNA DECIDIU SUBSTITUIR A PALAVRA “DEFEITUOSA” POR “DEFICIENTE”, TALVEZ venha daí O EQUÍVOCO COMETIDO POR DORIA, que se desculpou pelo erro. A VIGILÂNCIA POLÍTICO-CORRETA EM CURSO, EXERCIDA PELA NOSSA ESQUERDA VIRTUOSA, VEM SUBSTITUINDO EXPRESSÕES CORRIQUEIRAS E POPULARES POR TERMOS POLITICAMENTE MAIS ADEQUADOS às suas necessidades popularescas. ASSIM, mendigo é morador de rua, morro virou favela, depois, comunidade. empregado, hoje é colaborador, professor é profissional em educação, vendedor virou consultor, e por aí vai. Mas eventualmente essa vigilância assume ares mais tolerantes, quando expressões chulas como ” mulheres de grelo duro”, por exemplo, tem seu conteúdo machista e vulgar minimizados por quem se julga defensor da dignidade feminina. Um triste blogueiro considerou o termo como apenas uma expressão de origem popular típica da região do nordeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 8 =