A PF vai ficar quieta?

Duas hipóteses para o recado que Bolsonaro deu ontem em vídeo ao dizer que espera da “nossa querida Polícia Federal” uma solução para o que ele chama de “nosso caso”, nas próximas semanas.
Bolsonaro está induzindo publicamente a PF a seguir um rumo político, ao repetir de forma enfática que o autor do atentado foi filiado a um partido?
Se o recado é um bafo nos investigadores, como a instituição irá responder a essa pressão pública?
A outra hipótese: Bolsonaro pode dar a entender que já sabe de algo e está se antecipando ao final do inquérito, o que também deixa a PF mal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


6 + 4 =