Aécio morto, Dilma viva

Aécio Neves foi quem liderou, desde o começo, a articulação do golpe contra Dilma. Primeiro, tentou anular o resultado da eleição e depois passou a montar a estratégia que teria Eduardo Cunha apenas como operador.
Pois Aécio está morto. E Dilma pode, se quiser, ser eleita senadora por Minas, a terra dela e do golpista-chefe. A primeira vítima do primeiro time do golpe foi aquela que Romero Jucá anunciou, com o Supremo e com tudo.
Aécio foi comido. Faltam os outros. Mas quem vai querer comer agora um tucano de carne dura como Serra? O bom seria comer Alckmin de sobremesa, com pena e tudo. Mas esse é o último moicano do PSDB. A Lava-Jato não vai deixar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 8 =