Agradecimento

Amigos me telefonam para saber como estou depois da tentativa frustrada de conseguir um mandato de deputado estadual pelo PT. Estou bem e certo de que participei de uma experiência única.

Algumas das perguntas que mais ouço são estas: tu assumiste dívidas, gastaste muito, estás endividado?

Eu não gastei nada do que não tinha. Nada. Termino a campanha sem um centavo de dívida. Minha racionalidade financeira e meus parceiros de caminhada (cinco jornalistas do time) seguraram o ímpeto do candidato.

Mas só levei a campanha adiante porque tive a solidariedade de cerca de cem doadores, que contribuíram com quase R$ 27 mil (as contas estão sendo fechadas e irei informar a soma final).

Essas pessoas tiveram o desprendimento de apostar num projeto político marcado pelo romantismo dos bons tempos da política na rua. Com improvisos e com poucos recursos.

Elas me enchem de orgulho como amigas e parceiras nessa quase loucura de testar, em apenas 45 dias, o alcance e os limites da candidatura de um jornalista de esquerda, em meio ao crescimento avassalador da extrema direita.

Não tenho como agradecer a um por um, mas sei quem são. Gostaria muito de telefonar para cada um dos doadores, porque o gesto que fizeram é bonito demais.

Sem eles e sem o time que me acompanhou, não existiria campanha. Então, fiquem tranquilos. Só gastei o que recebi de doação de quem acreditou em mim. E sei que fizemos o melhor uso dos recursos, enfrentando campanhas milionárias.

Muito obrigado, amigas e amigos. Por causa de vocês, eu aprendi mais um pouco com as pessoas com as quais conversei nas ruas. Que a democracia nos recompense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 7 =