O poder da direita

Agora só falta o Supremo levantar a censura imposta a Lula, que não pode ser entrevistado pela Monica Bergamo por decisão de Luiz Fux (que, aliás, está caladinho sobre esse epísódio de agora do STF).
O ministro Alexandre de Moraes revogou há pouco a censura a reportagens da revista Crusoé e do site O Antagonista sobre o presidente do Supremo, Dias Toffoli.
O que é o poder da imprensa bolsonarista da direita, ou Diogo Mainardi também está entre os que não são mais bolsonaristas, como o José Padilha?

Tristeza

É evidente o constrangimento do índio paresí ao lado do homem que um dia disse (está na Folha de hoje) que os indígenas fedem.
Eu queria ver Bolsonaro receber os caciques guaranis e kaingangues que participaram anteontem de um evento na Fundação Ecarta, em Porto Alegre.
Convidem um deles para ir a Brasília, se tiverem peito. Todos estão na luta pela retomada de terras indígenas invadidas pelos brancos.
Duvido que Bolsonaro fizesse foto com o cacique Santiago, morador da Barra do Ribeiro. Nem Santiago iria querer.

https://www.extraclasse.org.br/movimento/2019/04/fala-indigena-impressiona-publico/

Bangu

Neymar e o pai devem mais de R$ 60 milhões à Receita. Hoje, o pai, Neymar da Silva Santos, foi recebido pelo ministro Paulo Guedes e pelo secretário especial da Receita, Marcos Cintra.
Depois, o pai foi ao gabinete de Bolsonaro. Falaram nas duas reuniões de futebol, só futebol, e da possibilidade de Neymar jogar no Bangu no ano que vem.

Calhorda

Um dos momentos mais calhordas de toda essa situação criada pelo Supremo censor foi o do Alexandre Garcia dizendo que teme ser perseguido pelo Judiciário.
É muito deboche. Um sujeito que foi porta-voz da ditadura, que depois ficou décadas na Globo como porta-voz da direita, exercendo seu papel de antiLula e antiPT com toda fúria, e que nunca defendeu liberdade alguma, falando agora de censura e de medo.
Garcia foi porta-voz de um regime que disseminou o medo e o terror e que dominou e desqualificou o Judiciário. O brabo é que tem gente que acredita na conversa fiada desse sujeito de que ele é crítico da Justiça e que por isso pode ser perseguido.
Alexandre Garcia, que agora bajula Bolsonaro, deve ter medo de ser perseguido pela própria consciência.

Ninguém quer o homem do ano

Esta, na foto da esquerda, foi a mesa escolhida pelos organizadores da cerimônia do Homem do Ano, da Câmara Brasil-Estados Unidos, para que Bolsonaro se sentasse ao lado da elite da direita americana em Nova York.
Seria a mesa, porque a mesa é do restaurante Cipriani Hall, um dos mais luxuosos de Nova York, e a direção do Cipriani também bateu a porta na cara de Bolsonaro.
Aqui, Bolsonaro não entra nem na cozinha, mandou dizer o diretor do restaurante, ao ser consultado pelos organizadores da cerimônia. É o que informa a Sonia Racy, do Estadão.
Bolsonaro já havia sido rejeitado pelo Museu de História Natural. Agora, os promotores do evento tentam realizar a festa num Burger King.
Se não der, vão fazer na Churrascaria do Xiboca, em Sorocaba.

O truque de Macri

Cumpriu-se o que o jornal Página12 previa desde o início do ano. Macri congelou os preços dos alimentos por seis meses.
Dura o tempo da campanha até a eleição de outubro.
O liberalismo de araque quebrou a Argentina, aumentou a miséria e testa mais uma vez a imbecilidade do eleitor anestesiado.
É o mesmo modelo copiado pelo bolsonarismo.

Dois jornais e uma TV argentina, para quem quer saber da quebra do país por Mauricio Macri e da perseguição a Cristina Kirchner pelo Judiciário (e fugir do jornalismo da direita do Clarín e do La Nacion).
https://www.pagina12.com.ar/
https://www.eldestapeweb.com/
https://www.youtube.com/user/c5n

Que revistinha

Da revista Time sobre Bolsonaro (escolhido entre as 100 personalidades mais influentes do mundo, lista da qual a Damares fará parte daqui a pouco):
Bolsonaro é um personagem complexo, que representa a interrupção de uma década de corrupção no Brasil, e a grande oportunidade para fazer as reformas econômicas que podem levar ao controle do déficit fiscal.
Se eles soubessem que o Bolsonaro não consegue influenciar mais nem a turma do Queiroz.
Que mundo. O Museu de História Natural de Nova York passa a entender mais de política e de embustes do que a decadente Time, a IstoÉ dos americanos.

Fascista

Leio notícias sobre a estratégia da extrema direita de identificar o incêndio na Notre-Dame como coisa de terroristas muçulmanos.
Um dos propagadores dos boatos pela internet chama-se Matt Walsh, é um famoso blogueiro americano fascista.
Digo que é fascista porque ele mesmo se identifica assim em seu perfil no Twitter: “Fascista teocrata”.
Fascistas brasileiros de todas as áreas, incluindo a Justiça, o jornalismo, a religião, o humor, a diplomacia, o falso ambientalismo, poderiam se identificar assim, pra não ficarem tirando onda como democratas liberais ou ‘apenas’ como direitosos.
Gostei da sinceridade do tal Matt Walsh. Bolsonaristas que adoram a extrema direita americana poderiam copiá-lo.

Esperança onde?

Da revista Time sobre Bolsonaro (escolhido entre as 100 personalidades mais influentes do mundo, lista da qual a Damares fará parte daqui a pouco):
“Bolsonaro é um personagem complexo, que representa a interrupção de uma década de corrupção, e a grande oportunidade do Brasil para fazer as reformas econômicas que podem levar ao controle do déficit fiscal”.
Que mundo. O Museu de História Natural de Nova York passa a entender mais de política do que a decadente Time, a IstoÉ dos americanos.