Cheguei atrasado

Fui conferir, como fazia no tempo de repórter, o que diz mesmo a página da juíza Diele Denardin Zydek no Facebook.
Alguns sites informam que Diele, que proibiu acampamentos de simpatizantes de Lula em Curitiba, no dia 10, quando do depoimento do ex-presidente a Sergio Moro (se não for adiado), reproduz em sua página notas e comentários de sites e blogueiros da extrema direita, entre os quais o Movimento Brasil Livre.
Fui pesquisar hoje à tarde, mas não há página com o nome da juíza, não há perfil, não há nada no Facebook. Se alguém souber que a página está de volta, que me avise.
Não considero estranho que uma juíza tenha posições políticas, muito menos de direita, ou que seja fã do Diogo Mainardi. O Judiciário no Brasil está sendo tomado pela direita extremada.
Acharei estranho se a juíza de fato compartilha opiniões disseminadoras de ódio e preconceitos da extrema direita assumidamente fascista, como andaram informando.
E mais estranho fica se ela de fato apagou a página. Em nome de uma transparência tão citada e tão retórica, nesses tempos de delações sobre eliminação de provas, eu gostaria de saber o que aconteceu com as anotações da juíza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 2 =