Cheguem pra lá

Qualquer repórter com um mínimo de vocação para o jornalismo em tempos de fascismo pode esclarecer ainda hoje como a Bolívia determinuou que o avião da Polícia Federal voltasse ao Brasil sem Cesare Battisti.
Essa é a história a ser contada. Como o governo Bolsonaro cometeu mais uma gafe, agora internacional, ao tentar fazer cena com a prisão do italiano.
A Bolívia poderia ter devolvido Battisti a Brasília, mas Morales deve ter percebido que Bolsonaro e Sergio Moro estavam tratando seu país como quintal do Brasil e o entregou direto à Itália.
Está claro que Bolsonaro e o ex-juiz levaram um chega pra lá do índio presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 7 =