Com tudo

Com o Supremo, com tudo. Com o Supremo, com tudo. Com o Supremo, com tudo. Com o Supremo, com tudo. Com o Supremo, com tudo. Com o Supremo, com tudo. Com o Supremo, com tudo.
Algumas frases parecem saídas do bico de um papagaio, porque seus autores não são responsabilizados por nada. Com o Supremo e com tudo pode dizer tudo e pode também, como crime premeditado e anunciado, não resultar em punição alguma.
É apenas um aviso de que as coisas serão levadas adiante com o Supremo e tudo mais. E quem a pronuncia tem a certeza contida na própria frase de que é assim, com o Supremo e com tudo, e que por isso mesmo nada acontecerá.

One thought on “Com tudo

  1. É, mas você lembra que uma frase do tipo “o Supremo está acovardado” foi parar no Jornal Nacional, com espalhafato, né. Aliás, alguém ainda lembra daqueles dias pavorosos, de supostos jornalistas fazendo papel de personagens dos diálogos que liam? Diálogos que não diziam absolutamente nada, só opiniões particulares, mas levados ao ar como se fossem injúrias gravíssimas? Pois é, ninguém lembra mais, mas aquilo ajudou a derrubar uma presidente que, em termos de corrupção, não amarra nem o sapato dessa quadrilha que está no poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 4 =