De novo

Bolsonaro é obrigado a recuar mais uma vez. O governo pretendia trazer Cesare Battisti da Bolívia para o Brasil, para poder fazer um teatro, exibir sua cabeça como troféu e só depois entregá-lo à Itália.
Não deu certo. Os italianos querem levá-lo direto, sem baldeações. Nada do que o governo Bolsonaro anuncia vale em sua primeira versão.
O Governo Bolsonaro só não teve de recuar até agora em relação aos dribles que a família Queiroz dá no Ministério Público. Os dribles e a coreografia da dancinha no hospital estão sob o controle dos Bolsonaros.
A família Queiroz é a única área sob total comando dos Bolsonaros. Por enquanto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 1 =