FALTOU O HOMEM-MOSCA

Faltou um jornalista na bancada do Roda Viva que entrevistou Gilmar Mendes. Deveria estar lá o grande porta-voz da Lava-Jato, o defensor incondicional de Sergio Moro, o subgerente do site Antagonista, o fabuloso homem-mosca Diogo Mainardi.
Seria divertido ver Mainardi levando bordoadas de Gilmar Mendes, como aqueles seis levaram ontem sem reagir.
Mas Mainardi não vem mais ao Brasil há muito tempo. A Globo o despachou para Veneza, de onde ele defende os lavajatistas, os Bolsonaros e as teses de justiceiros e milicianos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 4 =