Grande Ucha

ucha

Me despedi ontem do jornalista Danilo Ucha sem conversar com ele. Ucha foi assunto na mesa de uma confraria que se reúne todo mês.
Estávamos Mario Marcos de Souza, Mauro Toralles, o Boró, Nilson Mariano e eu comendo costela no Bar do Beto da Sarmento, quando Ucha surgiu de repente como assunto principal na mesa. Falamos dele, e só de bem, por um bom tempo.
Ucha morreu na madrugada de hoje, aos 73 anos. Era da geração de ouro de Livramento, que produziu nos anos 70 um dos maiores times de jornalistas do Estado.
Ele, os irmãos Osmar e Riomar Trindade, Elmar Bones, Kenny Braga, Jorge Escosteguy, Nelson Basile, Arthur Borba, Waldoar Teixeira, o Rajá, Wolmer Jardim e João Newton Alvim (esses dois eram de Uruguaiana mas fizeram fama em Livramento). Claro que esqueci muitos outros.
Gosto de me exibir e dizer que, nos anos 70, fui repórter de A Plateia, o jornal que ajudou a formar esse pessoal e circula até hoje.
Também trabalhei com Danilo Ucha na Zero. Ele era daqueles jornalistas que podem dizer: não sei o que não fiz na vida.
Ucha está sendo velado no Cemitério São Miguel e Almas e será sepultado amanhã às 11h.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 5 =