GUEDES E OS BANCOS

Paulo Guedes está bem transtornado. Sua reforma da previdência nunca teve como primeiro objetivo o tal ajuste das contas públicas.
Essa preocupação sempre existiu, em nome dos rentistas, mas não era a coisa mais importante agora.
Agora o que Guedes queria mesmo era presentear os bancos com o sistema de capitalização, o sonho do sistema financeiro. Essa seria a pérola da reforma.
O projeto pode ficar no Congresso sem a arapuca de Guedes. Não há o que entregar aos bancos que estavam com a boca aberta à espera do dinheiro do trabalhador.
Guedes está abalado e se considera traído pela direita no Congresso porque não conseguirá cumprir com o prometido aos amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 2 =