Ninguém segura o Jaburu

Um ministro (Geddel Vieira) defendeu o caixa dois com a maior naturalidade. O outro (Mendonça Filho) anunciou uma reforma da educação que nem ele sabe explicar. E um terceiro (Alexandre de Moraes) antecipou a um grupo de amigos as operações da Polícia Federal na Lava-Jato.
Quem conhece o Jaburu sabe o que está acontecendo. Falta comando em Brasília com o afastamento temporário do super primeiro-ministro Eliseu Padilha, para tratamento de saúde até esta segunda-feira.
Padilha é quem governa, todo mundo sabe, enquanto o chefe do Jaburu compra sapatos chineses e faz discursos brilhantes na ONU.
Essa do ministro da Justiça antecipar uma operação sigilosa, para mostrar a amigos tucanos que é poderoso, derrubaria qualquer um, numa situação de normalidade.
Mas como estamos sob governo que tomou o poder por golpe, tudo pode acontecer.
Que turma. Geddel, Padilha, Serra, Moreira Franco e esse Alexandre de Moraes, que tem todas as condições para se equiparar aos outros.
O Palácio do Jaburu é a escolinha do professor Raimundo de Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 3 =