O dízimo

Um aviso aos religiosos que elegeram Bolsonaro. Está em estudos no governo uma nova contribuição previdenciária de 0,9% sobre todas as transações financeiras.
Os religiosos vão ficar felizes porque a novidade pegaria, como garante o secretário da Receita, Marcos Cintra, até os contrabandistas.
Mas ele mesmo diz que pegaria também o dízimo que é pago para as igrejas. É a CPMF religiosa do bolsonarismo. É mais um delírio. Nem o diabo aprova.
Imaginem o Queiroz pagando 0,9% sobre cada devolução de empréstimo para o Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 3 =