O juiz que erra e admite

O juiz Thiago Peixoto, que expulsou um jogador errado, no jogo do Corinthians com o Palmeiras, chorou ao ser informado da falha e cometeu um gesto que poderia ser imitado por outros juízes de outras áreas, de todas as esferas e de todas as instâncias.

O juiz pediu desculpas e retificou formalmente o erro. Alguns magistrados poderiam aderir. Nem precisa chorar, porque aí seria uma choradeira geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 7 =