O MUSEU NÃO QUER BOLSONARO

Fico sabendo agora pelo perfil do Francisco Marshall. Não haverá festa para Bolsonaro no Museu de História Natural de Nova York. A direção do museu decidiu hoje: aqui ele não entra.
É um mico para a imagem do Brasil. Para a civilização, é a maior vitória contra o bolsonarismo, porque é uma decisão com repercussão internacional.
Os amigos do homem do ano (credo) da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos terão de procurar outro lugar para a cerimônia do dia 14 maio. Um McDonald’s, quem sabe.
O presidente do McDonald’s no Brasil, Paulo Camargo, deu uma entrevista com tons bolsonaristas para a Monica Bergamo, publicada hoje na Folha.
Há McDonald’s por todo lado em Nova York, ou que façam a festa num encontro das liberdades liberais no Brasil mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 2 =