O PODER ECONÔMICO NA ELEIÇÃO

O fim das doações de empresas a partidos e candidatos levou muita gente a pensar que o poder econômico não iria interferir nas eleições. Não é bem assim.
As contribuições de apoiadores se resumem a partir de agora às pessoas físicas. Mas isso quer dizer apenas que, se quiserem, os poderosos continuarão reforçando com muito dinheiro as campanhas dos seus protegidos. É o que estão fazendo.
A doação coletiva, via internet, tem a vantagem da transparência. Mas não irá mudar nada, se os mesmos, os mais ricos, continuarem abastecendo seus candidatos, e as forças progressistas não oferecerem suporte às campanhas dos seus representantes.
Sou pré-candidato a deputado estadual pelo PT/RS. Dependo da contribuição de apoiadores para seguir em frente, ou não teremos como competir com os cofres dos donos de grandes grupos econômicos.
Agradeço a quem já fez doações e peço a participação de outros apoiadores nesse esforço pelo financiamento da minha pré-campanha.
Convide amigos a se engajarem a esta ideia. A democracia agradece. Colabore clicando aqui…

https://doacaolegal.com.br/moises-mendes

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 3 =