Os judiciários

Qual a contribuição de Sergio Moro e de Gilmar Mendes para o engrandecimento do Judiciário que a ministra Cármen Lúcia tenta agora defender dos ataques de Renan Calheiros?

Cármen Lúcia é a autora da melhor definição da situação trágica da Justiça, quando disse, ao tomar posse na presidência do Supremo, que o Brasil tem muitos Judiciários. A quem servem esses Judiciários?

Qual é o Judiciário de Gilmar Mendes, que ataca juízes e promotores? Qual é o Judiciário de Sergio Moro, que ainda não conseguiu estender o alcance de suas ações à direita corrupta tucana?

No que os Judiciários de Mendes e Moro são diferentes do Judiciário pretendido por Renan Calheiros, ao atacar o “juizeco” (diz ele) que determinou a prisão de policiais do Senado?

Que Judiciário vai sobrar no Brasil depois das ações seletivas dos que deveriam preservá-lo e engrandecê-lo?

Em que instituição dá para confiar hoje no Brasil?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 1 =