Os juízes contra Gilmar Mendes

Tente encontrar em algum site dos grandes jornais uma das notícias mais importantes da semana. A decisão dos juízes e membros do Ministério Público de questionar na Justiça o comportamento agressivo de um colega que constrange a magistratura.
A Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas) protocolou ontem na Procuradoria-Geral da República uma representação contra o ministro Gilmar Mendes.
A entidade quer que Mendes seja investigado depois de dizer que “promotores e juízes ameaçam parlamentares com a Lei da Ficha Limpa” e, além disso, “não querem a Lei de Abuso de Autoridade porque praticam, às escâncaras, o abuso de autoridade”.
A Frentas entende que Mendes passou dos limites e sugere a abertura de inquérito criminal. A entidade diz que os ataques “constituem uma acusação criminosa a promotores e a juízes, o que, evidentemente, merece repulsa”.
Finalmente, a repulsa a Gilmar Mendes chega aos próprios colegas e ao MP. Mas você não vai encontrar esta notícia em lugar nenhum. Desde ontem ela está escondida em algum canto dos sites.
Por quê? Por que temem Gilmar Mendes? Não vou dizer nada, absolutamente nada, porque não subestimo quem me lê.
A outra pergunta é: o que vai acontecer com essa investigação?
A resposta é a mesma do parágrafo anterior. A resposta está na pergunta. O brasileiro minimamente informado sabe o que pode acontecer.
(Há ainda dois pedidos de impeachment contra Gilmar Mendes, apresentados por juristas, que estão quase parados no Senado, andando como andam os processos contra tucanos na Justiça.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 1 =