PAÍSES SÉRIOS

A direita gosta de falar genericamente de países sérios. Pois em países sérios essa notícia de que Sergio Moro irá se encontrar com Bolsonaro no Rio nunca seria verdadeira.
Num país sério, um juiz com o retrospecto de Sergio Moro não poderia nunca falar com um dos líderes do golpe, eleito com o apelo de que vai continuar a caçada aos inimigos vermelhos do partido de Lula, condenado por Moro.
Num país sério, um juiz com o histórico controverso de Sergio Moro, questionado por juristas de todo o mundo, agradeceria o convite e diria que o seu serviço tem que continuar, para que golpistas e seus cúmplices da direita também sejam julgados, de preferência com provas.
Num país sério, um juiz se negaria a compartilhar a Esplanada dos Ministérios com a turma que está sendo arregimentada com a desculpa de que vai transformar o Brasil num país sério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 4 =