Reaças do jornalismo

Há muito jornalista pobre de marré-marré-marré que comemora a vitória da direita, não porque se considere rico, porque sabe que não é, mas porque se comporta como se fizesse parte de uma elite difusa que nem ele sabe direito o que possa ser.
A pregação golpista de um ex-suburbano de família pobre que vira jornalista reacionário (e conspira contra a própria classe social) é uma das coisas mais tristes da profissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 7 =