Coleção 7 a 1

camiseta3

O Movimento Libertário do Brasil começa a sortear camisetas da Seleção, para não depender das colaborações de partidos para a manutenção do golpe, pois o ML do B é uma entidade apartidária, autônoma e independente. Eis acima um exemplar da camiseta em série de tiragem limitada. É a Coleção 7 a 1.

Sete mais um somam oito (ou somavam até agora). Foram exatamente oito as derrotas tucanas, em sequência, até o golpe de 17 de maio. Logo serão anunciadas as regras do sorteio. Gilmar Mendes, que vence todos os sorteios sobre processos de Aécio Neves no Supremo, não pode participar.

Eles queriam o outro

camiseta2

Cresce entre os que antigamente se autoproclamavam como formadores de opinião a sensação de que a coisa não vai dar certo. Pensadores, jornalistas e similares, todos formuladores do golpe (e não só figurantes de passeatas) começam a endereçar críticas aos próprios golpistas.

A direita é sempre traiçoeira, inclusive com as ideias que ajuda a fomentar. Preparem-se para o que será lido a partir de agora, enquanto muitos abandonam o barco. Teremos, em poucos dias, lacerdistas que se voltarão contra a criatura. Leremos textos vigorosos em nome da ética e da moralidade.

Fernando Henrique já anunciou: se não der certo, a gente cai fora. E deixa o Temer com o Padilha, o Moreira Franco, o Mendoncinha, o Alexandre Frota e o José serra,

Tem gente que não sabe o que fazer com a camiseta dos 7 a 1. Quem sabe, guardar para o próximo golpe – ou para o próximo jogo com a Alemanha.