Abandonaram Bolsonaro

Bolsonaro está se defendendo sozinho do massacre da imprensa. Hoje, a Folha denuncia que ele emprega (com salário de assessora da Câmara) uma vendedora de Açaí que mora em Angra dos Reis.
Ontem, vi aqui só um debatedor defendendo Bolsonaro. Abandonaram o cara que iria vencer Lula. A direita é ingrata.
Vão abandonar Bolsonaro como abandonaram Eduardo Cunha. Só Aécio e os amigos tucanos não são desprezados pela direita, porque fazem parte da elite. Bolsonaro era apenas um servidor intermitente do reacionarismo para atacar o PT e Lula. Não era da direita cheirosa.
O erro dele: achar, como Eduardo Cunha achou, que seria protegido para sempre pelo Parcão, pelos Jardins e pela Avenida Paulista.
Bolsonaro iludiu-se com o plano de ter o voto dos ricos e do pato amarelo à presidência da República. Golpistas não poupam nem os aliados mais empenhados no golpe.