VIVA OLÍVIO

Em 2002, quando Lula foi eleito pela primeira vez, eu decidi que iria contar, pelo ponto de vista de Olívio Dutra, a história da famosa reunião de 10 de fevereiro de 1980 de criação do PT no Colégio Sion, em São Paulo.
Conversei por quase duas horas com Olívio, que era governador. A partir daquela entrevista, saí à procura. por telefone, dos outros 11 trabalhadores que lá estavam em 1980, como líderes sindicais, e assinaram a ata de criação do partido. Localizei muitos deles e contei a história em Zero Hora.
Hoje, Olívio faz 77 anos. É a grande referência entre os históricos do PT em todo o Brasil. Tenho o orgulho de cumprir mais uma etapa de reinvenção da minha vida, como pré-candidato a deputado estadual pelo PT, ao lado de Olívio Dutra.
Me lembro muito bem daquela conversa de 2002, mas me lembro mais ainda do que ele me passou do espírito do PT. É esse espírito que Olívio mantém vivo.
Não há saída fora da política. Não há democracia sem a vitalidade de líderes da estatura de Olívio. E aprendo todos os dias com Olívio que não há democracia com Lula preso.
Publico esta foto de Olívio ao lado do seu grande amigo Paulo Pacheco, um dos combatentes pela democracia que mais admiro. Assim homenageio os dois. Pachecão, por acaso, é meu sogro e líder do PT em Belém Novo.
Parabéns, Olívio, pela capacidade de continuar inspirando a resistência.
#LulaLivre

A imagem pode conter: 2 pessoas, texto