Nossa leoa

Quem não vê séries pode ver Altas Horas. Hoje tive sorte. Já citaram e aplaudiram Paulo Freire, falaram da perseguição aos professores na ditadura. E tem Elza Soares, a maior artista brasileira, a mais valente, essa leoa poderosa – e ainda cantando Gonzaguinha. E tem Marcelo Falcão cantando Tim Maia. E Os Incríveis e o garoto que morreu no Vietnã. E Serginho Groisman é um cara legal. E gostei da Maiara e da Maraísa. Que presente.

DOUTORA ELZA

Larissa Roso só me faz feliz com seus textos na Zero. O que leio agora traz a notícia de uma das melhores ideias como resposta a esses tempos de idiotias e ataques bolsonaristas contra a universidade.
Essa é a notícia: Elza Gomes da Conceição, a Elza Soares, receberá dia 26 de maio o título de doutora honoris causa da UFRGS.
Se for evento aberto, eu quero estar lá. A ideia foi da direção do Instituto de Artes, aprovada por unanimidade pelo Conselho Universitário.
O título para Elza Soares é para a arte, os negros, os que não fogem do compromisso do engajamento nas horas suaves e nas horas graves, os professores, os estudantes, os servidores das universidades públicas.
Se eu fosse muito exagerado, eu diria que esse título para Elza é mais importante do que o Nobel para Bob Dylan.