Que se expliquem

A Folha mostra que o laranjal atinge quase todos os partidos, e não só o PSL, que usaram mulheres para pegar o dinheiro da cota do fundo partidário (as mulheres tinham direito a 30% do total dos fundos, que são dinheiro público).
São mais de 50 candidatas que receberam altas somas, segundo levantamento da Folha. O indício é a baixíssima votação (há candidatas com menos de 100 votos), principalmente do Pros, PRB, PR, PSD e MDB..
Algumas trabalharam para outros candidatos, mesmo recebendo muito dinheiro. Parece óbvio que apenas pegaram a verba para repassá-lo a alguém.
A reportagem mostra que o PT repassou parte do seu fundo ao Pros, aliado na campanha nacional, e que os recursos foram parar na conta de laranjas do Pros.
Que o PT explique, e logo, o que isso significa, mesmo que venha a alegar que não tinha controle sobre o uso de recursos distribuídos pelo Pros.