FIDEL

Três amigos jornalistas decidem, ao saber da morte de Fidel, que precisam ir a Cuba. Foram e na volta publicaram o que viram em Yo Soy Fidel, um livro com fotos dos três, Gibran Mendes, Leandro Taques e Tadeu Vilani. Os textos são do Gibran.
A obra (com financiamento coletivo) é apresentada como um livro triste, porque eles captaram os sentimentos dos que não teriam mais Fidel. Mas nada sobre Cuba consegue ser triste. O livro é delicado.
Falo do livro agora porque ganhei de presente do Gibran pelas mãos da minha amiga jornalista Gladis Ybarra. Será minha leitura do fim de semana.