Eles resistem

O governo chileno já matou 25 pessoas nos protestos de rua. Mais de 240, a maioria jovens, têm lesões irreversíveis num dos olhos e dois ficaram cegos.
Mesmo assim, o povo não sai das ruas. O chileno não deve entender como a liberação do FGTS e a inauguração das lojas do véio da Havan seguram o povo no Brasil.