O MEDO DO ESPELHO

Do espanhol Manuel Lucas Matheu, presidente da Sociedade Espanhola de Intervenção em Sexologia e integrante da Academia Internacional de Sexologia Médica, em entrevista à Folha:
“Elizabeth Badinter, discípula de Simone de Beauvoir, disse: ‘A homofobia contribui para reforçar a frágil heterossexualidade de muitos homens’. Isso vem corroborar um estudo multicêntrico conduzido por uma equipe formada por investigadores da Universidade de Rochester, da Universidade de Essex, e da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara que conclui que a homofobia se dá com mais assiduidade em indivíduos com uma atração não reconhecida pelo mesmo sexo. As descobertas apoiam a teoria de que o medo, a ansiedade e a aversão que alguns heterossexuais sentem a gays e lésbicas podem crescer com a repressão de seus próprios desejos homossexuais”.
E Manuel Lucas Matheu arremata com um recado:
“A sexualidade é um valor e uma capacidade de desenvolver, e não algo sujo. A sujeira está nas suas mentes, que foram contaminadas com uma sexofobia patológica e doente, cheia de medos e insatisfações, de origem multifatorial, onde têm relação com fatores educativos, traumas infantis e graves problemas de apego. Pois que tomem nota o senhor Bolsonaro e os que têm o mesmo discurso homofóbico e se olhem no espelho”.