Tranquem bem suas casas

Devolveram computadores, CDs, DVDs e documentos apreendidos pela polícia quando da invasão da casa do filho de Lula. Marcos também não foi ouvido hoje pela polícia. Ele terá mais tempo para ‘provar’ que é inocente.
O que fizeram com os arquivos do filho de Lula? Copiaram? Só espiaram? Plantaram alguma coisa? De quem é a próxima casa a ser invadida pela polícia que busca maconha e leva computadores?
E os juristas liberais brasileiros quietos, silenciosos, acovardados, com a meia dúzia de exceções de sempre. Se não fosse a Associação Juízes para a Democracia (AJD), estaríamos entregues ao absolutismo do Judiciário brasileiro sem qualquer chance de crítica interna e nem mesmo de fazer perguntas.
A polícia e a Justiça que dizem caçar maconheiros podem bater na casa de qualquer inimigo político, como sempre bateram na casa de adultos e adolescentes pobres, negros e mulheres desamparadas por terem os maridos presos.
Fechem portas e janelas. Os falsos justiceiros a mando do golpe estão na volta.

Fascismo

Estamos em tempos de busca de consolos. A casa do filho de Lula em Paulínia foi vasculhada pela polícia, que buscava drogas e nada encontrou.
O consolo mesmo não está apenas no fato de que nada foi encontrado com Marcos Lula da Silva.
O consolo é este: ainda bem que nada foi plantado na casa do rapaz. Preparem-se porque o golpe pode estar cumprindo mais uma etapa esperada há muito tempo.
Casas vasculhadas sob quaisquer pretextos poderão, de um dia para outro, ter o que seus moradores nunca imaginaram que teriam.

Denúncia anônima?

A polícia de Paulínia, interior de São Paulo, bateu hoje na casa de Marcos Lula da Silva atrás de drogas. A casa foi invadida (ou teria sido apenas ocupada?) com aval da Justiça, a partir de denúncia anônima.
Parece simples. Um denunciante anônimo teria informado à polícia que a casa do filho de Lula tinha drogas. Marcos nunca esteve sob a suspeita de ser traficante.
Mas a polícia conseguiu autorização da Justiça, invadiu a casa do rapaz para buscas e apreensões e não achou nada.
Pode? Pode. Tanto pode que a próxima casa a ser vasculhada pode ser não a sua, mas a casa de um filho seu. Estão chegando de novo nos filhos. Chegarão aos parentes, aos amigos, e não só aos próximos de Lula. Sabemos como isso começa e sabemos como termina.