Golpistas são os outros

Está na capa do Valor Econômico desde cedo, mas os outros jornais nem deram bola, porque não interessa. É a frase de Rodrigo Maia sobre a suspeita de parte do PMDB de que ele continua conspirando para tomar o lugar do jaburu-da-mala.
Esta é a manchete do Valor:
Rodrigo Maia: “Não fiz com eles o que fizeram com a Dilma”.
Só que Maia também foi um dos golpistas mais atuantes contra Dilma. E declarou em seu voto pela abertura do processo de impeachment que estava se vingando de tudo que o PT fez contra seu pai, Cesar Maia.
Mas é interessante saber que Maia considera os outros golpistas. E os outros são os seus parceiros da turma do jaburu.

Esta é a declaração de Maia ao Valor: “Não fiz com eles o que eles fizeram com a Dilma. Talvez por isso essas mentiras criadas, para tentar criar um ambiente em que eu era o que não prestava e eles eram os que prestavam. Como eles fizeram desse jeito com a Dilma, talvez imaginassem que o padrão fosse esse. O meu padrão não é o mesmo daqueles que, em torno do presidente, comandaram o impeachment da presidente Dilma”.

A pergunta que ninguém faz a Sergio Moro

O jornal Valor Econômico publicou mais uma entrevista com o juiz Sergio Moro (veja o link abaixo). Fica de novo a sensação de que o juiz não alcança o tamanho da tarefa que assumiu. As respostas repetem clichês.

Não há nenhum esforço para que a reflexão seja menos óbvia (ou há, mas ele não consegue ir além do que se repete em conversas orientadas pelo senso comum).

E falta um detalhe importante, para ser estudado nas escolas de jornalismo. O repórter André Guilherme Vieira fez uma entrevista de assessor de imprensa do Judiciário e deixou de perguntar o que todo o Brasil pergunta: por que a Lava-Jato não pega tucanos?

Não venham com a conversa de que Moro não pode tratar dos casos de corruptos com foro privilegiado. Moro pode tratar dos que estão no entorno de gente com foro, como os dedurados próximos do inabalável delatado Aécio Neves.

Por que não há tucanos na Lava-Jato? Moro poderia dizer que isso é problema da Polícia Federal ou do Ministério Público. E acredite quem quiser acreditar.

http://www.valor.com.br/cultura/4894140/ha-risco-de-retrocesso-diz-juiz-moro