Um liberal

A maioria dos ditos liberais brasileiros é, na verdade, um amontoado de ultraconservadores reacionários (e golpistas).
Mas temos, sim, liberais do porte de um Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES no governo do jaburu.
Rabello examinou casos de investimentos do banco nos governos Lula e Dilma, considerados controversos, como a sociedade com a JBS e os recursos destinados ao porto cubano de Mariel.
A conclusão dele. Não houve prejuízos para o banco, mas benefícios. Mas Rabello não é o ‘liberal’ padrão, que vive de subsídios, sempre mamou no Estafo e importa bagulhos da China e aqui põe a sua marca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 5 =