UMA DUPLA REPULSIVA

É nauseante ver e rever na TV e aqui na internet a cena do abraço do jaburu em Cármen Lúcia, depois do encontro na casa da presidente do Supremo.
Poderia ter sido uma despedida protocolar com aperto de mãos. Foi com um caloroso abraço entre a juíza líder da mais alta Corte do país e o sujeito denunciado formalmente pelo Ministério Público como chefe de quadrilha.
O golpe escancara tudo e enterra os últimos escrúpulos. Eles se merecem.
O Judiciário desqualificado pelo golpe merece o desrespeito do jaburu-da-mala.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 7 =