Virou tudo

calvin

Leio na Folha, na voz de um dos organizadores do Fronteiras do Pensamento, que o evento deste ano em São Paulo vai debater a grande virada.

Que estão trazendo até o Fukuyama, o cara aquele que erra todas as previsões, para anunciar a grande virada.

O que eu estaria perdendo? Fui ver o que seria a grande virada. Diz esse organizador que o momento é de mudanças profundas no comportamento das pessoas e das economias no mundo. Mudanças individuais e coletivas. Por isso, a grande virada.

Mas grande virada onde, cara pálida? Quem tem uma grande virada a me oferecer, com os refugiados sem saber para onde vão, com os britânicos fugindo da Europa e com o Donald Trump acabando com a respeitável direita americana.

Li e reli e conclui que é isso mesmo. Que o espírito marqueteiro da auto-ajuda chegou ao debate dito complexo ou mais chique. Deve ser esta a grande virada.

 

4 thoughts on “Virou tudo

  1. Olha, pra mim é bem claro. Hora da virada, pra evitar qiue o liberalismo e o neoliberalismo sejam atropelados pela nova sociedade que se forma de forma colaborativa e quase anarquista. Para evitar que as grandes corporações e elites percam seu espaço diante da nova revolução industrial/tecnológica que estamos vivendo.
    Infelizmente, a grande virada é pra voltar atrás. voltar em um caminho que estava parecendo chegar num mundo mais igual, mas que não servia aos grandes interesses.

  2. Bah Moisés. ?. Isso talvez explique as nossas perplexidades do momento….esta tudo errado. Como a humanidade chegou desse jeito a esse momento….
    Um abraço.

Deixe uma resposta para Jose Carlos Torves Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 7 =