10 PERGUNTAS SOBRE O GOLPE

1 – Quem anunciará nas redes sociais o golpe planejado por Bolsonaro, considerando-se que vivemos um tempo em que tudo precisa ser anunciado? Será pelo Twitter?

2 – O Congresso será fechado, e o governo passará a impor o golpe por decretos, medidas provisórias e atos institucionais?

3 – Haverá intervenção no Judiciário, para que os processos contra Bolsonaro e os filhos dele sejam engavetados?

4 – Bolsonaro continuará como líder? As Forças Armadas, conforme nota divulgada na sexta-feira, se submeterão a Bolsonaro como ditador, déspota e comandante supremo?

5 – Se um general assumir o comando do golpe, Bolsonaro será mantido sob controle, junto com os filhos e o Gabinete do Ódio, ou pode se transformar em rebelado contra o próprio golpe?

6 – Quem, além da oposição, da OAB, dos juristas e dos ministros do Supremo, irá reagir ao golpe? Haverá reação dentro das Forças Armadas? Os estudantes irão para as ruas?

7 – Os empresários irão apoiar o golpe, como fizeram em 64, participando inclusive do acobertamento de crimes de tortura e assassinatos?

8 – Será mantido o mesmo time de Bolsonaro, com os fundamentalistas, os terraplanistas e os negacionistas, ou os militares convocarão civis notáveis, para tentar imitar os generais de 64?

9 – Quem será o líder civil do golpe, o Lacerda de 2020, ou desta vez o poder será tomado apenas em nome dos militares e do seu comandante supremo?

10 – Por quanto tempo será mantido o golpe? Em 1964, os generais anunciaram que seria por um período curto. A ditadura durou mais de duas décadas. Hoje, os generais conseguiriam manter um golpe por um mês?

4 thoughts on “10 PERGUNTAS SOBRE O GOLPE

  1. Medidas provisórias não servem, no formato atual, pois preveem tramitação pelo congresso. Atos institucionais têm “pedigree” histórico, o que para essa gente deve ter algum valor simbólico, e portanto devem retornar.

    Candidatos a líderes civis, hoje, incluíram certamente o Luciano Hang…

  2. Particularmente entendo que Bolsonaro está/continua ENCENANDO. Quem o colocou lá não sabe ou não quer desbancá-lo. Enquanto isso temos um país, um povo, onde temos saídas para melhorar a vida das pessoas, da sociedade, mas estamos nas mão desta elite podre.

    1. Quem colocou Bolsonaro onde está certamente não quer desbancá-lo, caro Sr. Paniz. A midia não quer, o ministério público não quer, o judiciário não quer, o empresariado não quer e muitos setores das igrejas também não querem.
      Não querem por que ninguém sabe responder as 10 perguntas sobre o golpe que o Sr. Moisés Mendes propõe. E também, claro, a elite podre não quer por que o ódio ao PT e às esquerdas é uma coisa insuperável para esses calhordas que colocaram o mefistofélico no poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 7 =