O que Diogo Mainardi, o homem-mosca, porta-voz da Lava-Jato, disse até agora sobre a acusação de um ministro do Supremo de que a operação mantinha um esquema de tortura com prisões preventivas intermináveis na masmorra de Curitiba?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 8 =