A camiseta

A família é a grande personagem da extrema direita nessa eleição. Perde até para Deus. Pois a faxineira de uma amiga contou a seguinte história.
A família estava na mesa para o almoço, quando o chefe da casa chegou. Saudou a mulher e os dois filhos e sentou-se à cabeceira.
Foi quando todos notaram algo diferente. O homem vestia uma camiseta preta com a figura de Bolsonaro no peito.
O filho exclamou: 
– Não acredito, pai.
A mulher também demonstrou surpresa:
– Mas de onde você tirou isso?
E a filha acompanhou as reações de espanto:
– O que te deu na cabeça, pai?
O homem reagiu com calma:
– Sei que vocês nunca me viram assim.
A mulher concordou:
– Nunca ninguém te viu de camiseta preta.
O homem explicou:
– De fato, nunca gostei de roupa preta, mas decidi inovar.
A faxineira contou para a minha amiga que o homem confessou ter comprado cinco camisetas pretas com a cara do sujeito.
Refeita do espanto com a cor da camiseta, e antes de começar a comer, a família rezou um Pai Nosso e uma Ave Maria.
Rezaram e a mulher recomendou:
– Agora, compra uma verde, tu sabe que adoro verde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 9 =