À ESPERA DE UM SUSTO

O DataFolha já deve estar fazendo pesquisa sobre a fala de Bolsonaro ontem à noite, repetida hoje no cercado do Alvorada.

Não se surpreendam se crescer, e muito, o apoio a Bolsonaro entre os pobres. Preparem-se para um susto.

Bolsonaro já perdeu os ricos oportunistas e a classe média decadente reacionária e se atirou nos braços dos moradores das periferias.

A aposta é a radicalização da estratégia que explora a desinformação, agora associada ao terror disseminado pelos empresários em geral, e não só pelos véios da Havan e do Madero.

Essa pesquisa pode mudar o retrato da política em tempos de coronavírus. Bolsonaro pretende ser, com o apoio de uma base popular, o Lula da direita.

Menos tiozinho com a camiseta da Seleção e mais pobre com a camiseta do Flamengo e do Corinthians. Essa pode ser a face do bolsonarismo infectado.

One thought on “À ESPERA DE UM SUSTO

  1. A estratégia é clara: como está, a classe de baixo fica sem emprego e renda, sem condições de subsistência. Em qualquer situação, será a maior vítima da epidemia, pois não haverá lugar para todos nos hospitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 1 =