A FALSA GUERRA DA VACINA

Tem muita gente embarcando na história da guerra da vacina, inclusive uma certa esquerda polemista.

O brasileiro adora guerras que não existem e foge das guerras existentes. Não existe a guerra da vacina.

Existe o empenho de João Doria em produzir uma vacina com a Sinovac e o Butantan.

E existe o plano declarado de sabotagem das vacinas por parte de Bolsonaro, Pazuello e de todos os que se omitem.

Então, não há como falar em guerra da vacina. Não tenho nenhuma simpatia por João Doria, mas não posso deixar de reconhecer seu esforço contra o negacionismo.

Ah, mas ele quer ser candidato a presidente. Deve querer. Sem problema. Bolsonaro quer ser candidato matando gente, e ele quer ser salvando.

Essa é uma guerra inventada. Quem fala em guerra está apenas reforçando os argumentos da extrema direita.

Não existe a vacina do João Doria e a vacina do Bolsonaro. O que há é uma ação genocida e fascista para que a vacinação não dê certo.

One thought on “A FALSA GUERRA DA VACINA

  1. O país precisa saber quando, de fato, será o início da campanha nacional de vacinação, se upas, ames e ubss terão reforço de profissionais de saúde e estoque suficiente de insumos para atender a população. A vacinação precisa, sim, começar no dia seguinte ao de sua aprovação, sendo ou não data comemorativa. O resto é conversa fiada e todo atraso é fatal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 2 =