A JUSTIÇA ACOVARDADA

A ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, havia marcado uma entrevista para esta tarde para falar sobre a produção de mentiras por empresários que usam o WhatsApp e seus milhões para difamar o PT, Haddad e Manuela.
Pois a entrevista foi adiada, talvez porque ela não tenha o que dizer. Será dada no domingo.
Uma entrevista sobre providências contra um fato grave, que deve ser encarado com urgência, é adiada para um domingo, a uma semana da eleição. Um domingo… Por que um domingo?
É preciso enfatizar mais uma vez que esse caso, denunciado pela Folha de S. Paulo, é mais do que caixa 2. É a disseminação em massa de fake news e calúnias por empresários criminosos.
Quem continuar com essa conversinha de caixa 2 apenas contribui para que o fascismo seja anistiado. Caixa 2 é conversa fiada, mesmo que possa ser a melhor forma de enquadrar a direita por crime eleitoral, até porque o TSE não moverá um dedo contra caixa 2. O eleitor não quer saber de moralismos de caixa 2.
Temos que dizer o nome do escândalo: formação de grupos mafiosos para burlar a eleição e espalhar mentiras às custas de milhões e milhões de reais.
É disso que a Justiça deve tratar, e não só a Justiça eleitoral. O caso a ser investigado é de formação de quadrilhas de empresários para agir contra a democracia. O resto é o resto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


6 + 6 =