A MENTIRA DE BOLSONARO E A AJUDA DO HOMEM-MOSCA

A disseminação da notícia falsa de Bolsonaro sobre as três empresas que fugiriam da Argentina para o Brasil só foi possível com a ajuda de propagandistas do bolsonarismo, como o homem-mosca.
O site de Diogo Mainardi, o homem-mosca (está aí a reprodução), acordou cedo para noticiar a mentira, às 7h57min.
Só que Bolsonaro postou o texto no Twitter com a bobagem à 1h05min e o eliminou uma hora depois. Alguém estava acordado àquela hora para escrever a mentira.
Quem postou, Bolsonaro ou Carluxo? Talvez tenha sido mais uma obra de Carluxo, com a tática de espalhar uma fake news e depois apagá-la ou desmenti-la, quando o estrago está feito. Ou o presidente do Brasil fica acordado até à 1h para postar mentiras que uma hora depois serão apagadas?
O interessante é que o homem-mosca deve ter sido alertado por alguém do governo para a “notícia”. Por que, se o tuíte foi à 1h05min e logo depois foi apagado, o site do homem mosca vai compartilhá-lo quase sete horas depois?
O homem-mosca apresenta a mentira como “a revanche de Bolsonaro contra a Argentina”. Revanche contra a Argentina? O que a Argentina fez contra Bolsonaro?
O homem-mosca está a serviço do bolsonarismo, mesmo que às vezes bata no pai e nos filhos para fazer uma onda. O homem mosca é o polinizador da direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 6 =