A MUSA-OGRA

Está todo mundo escandalizado porque Nana Caymmi elogiou Bolsonaro pela pureza (“um homem sem noção da mutreta toda”) e atacou Caetano, Gil, Chico Buarque (“tudo chupador de pau de Lula”) e até Elis Regina (“achavam que ela era toda aquela santidade”).
Alguém tem que ser bolsonarista. Que seja a Nana Caymmi. Ela é do tempo em que dizer palavrão e ser bagaceira era chique.
A Folha contou que durante a entrevista ao jornal ela disse 89 palavrões. É a musa-ogra que o bolsonarismo procurava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 2 =