A RESISTÊNCIA

Uma terça-feira em que o tema foi a democracia, a mídia e a resistência pela comunicação alternativa. Primeiro, com um bom debate com Claudir Nespolo, presidente licenciado da CUT e pré-candidato a deputado federal pelo PT, no café Butique Nossa Cara, no Bom Fim.
E depois com o lançamento do jornal Brasil de Fato, no Memorial Luiz Carlos Prestes, uma iniciativa de jornalismo progressista em meio ao crescente reacionarismo da imprensa.
O debate com Claudir reafirmou questões básicas: 1) a não-regulação das mídias ampliou o poder hegemônico de alguns grupos; 2) as esquerdas, e não só o PT, subestimaram o crescimento do golpismo nas empresas de comunicação; e 3) não há saída para o golpe sem a construção e o fortalecimento de projetos alternativos que sejam contraponto real à grande imprensa.
Saímos do debate e fomos, junto com o Claudir, a um evento em que uma reação concreta estava acontecendo. A solenidade de lançamento da edição gaúcha impressa do jornal Brasil de Fato, que surge com o apoio de entidades dos trabalhadores, mas precisa de leitores engajados para seguir em frente.
Brasil de Fato, quinzenal, com pautas que a imprensa tradicional ignora, tem versão online. Saúdo a chegada do jornal enviando um abraço ao meu Ayrton Centeno, um dos editores e um dos grandes nomes do jornalismo gaúcho.
https://www.brasildefato.com.br/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 3 =