A VAIDADE DOS TOGADOS

A postura de Alexandre de Moraes não vai acionar os freios internos do Supremo apenas por questões técnicas e de razoabilidade ou sensatez, como andam dizendo, mas por questões humanas.

É demasiado humano que ministros ultimamente quietos, alguns encolhidos, que se mantêm isentões, incomodem-se com o protagonismo de Moraes e Gilmar Mendes no enfrentamento do bolsonarismo, ou por decisões ou por retórica.

O mantra agora é: que prevaleça o colegiado. Decisões monocráticas são temerosas. Poderia ser acrescentado: principalmente quando afrontam a extrema direita.

A guerra das vaidades, que deu brilho aos espetáculos do mensalão, estava apenas de férias. Voltou com força.

Estão sugerindo que Moraes seja menos assertivo, nem tanto por temerem Bolsonaro, mas pelo medo de serem invadidos por invejas incontroláveis.

O jornalista Rainier Bragon faz observações interessantes hoje na Folha sobre os que continuam mudos e isentos. E lembra que, no episódio da nomeação do amigo dos garotos para a Polícia Federal, a reação de Dias Toffoli foi de reprimenda a Moraes.

Bolsonaro desafia o Supremo e o Congresso, avança contra a imprensa, cita a Constituição para atacar a Constituição, tenta trazer os generais para o seu lado, e Dias Toffoli está preocupado com a decisão de Moraes de barrar o delegado que iria aparelhar a PF.

Vou copiar de Bragon essa frase que não tem nenhuma originalidade, mas que deve ser repetida: “Qualquer ministro que se acovarde neste momento não merece a toga que veste”.

Bolsonaro dominou o Congresso, comprou o Centrão, acovardou Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre e agora testa o Supremo. Se conseguir fazer com que os encolhidos se encolham mais, estará tudo resolvido.

Para ajudar Bolsonaro, os isentos se revoltam com os que decidiram agir sem medo das ameaças. A vaidade pede plenário e plateia.

3 thoughts on “A VAIDADE DOS TOGADOS

  1. Não existe “acovardamento” nenhum. Disseram o mesmo quando eles garantiram a venda das subsidiárias. O STF em peso é Guedes e Bolsonaro de carteirinha e já eram antes dele ganhar, por causa de Guedes que e o “amigo dos amigos”. Assim como Maia e Alcolumbre. Blá, blá, blá. Rsrs.

    Eu só gostaria de saber o que todos vocês ganham fingindo não saber isso? Rsrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 4 =