ADÉLIO E O HOMEM-MOSCA

Um iraniano ouviu de Adélio na cadeia que ele recebeu uma oferta de R$ 500 mil de esquerdistas para matar Bolsonaro.
É a ‘notícia’ que está sendo espalhada por Diogo Mainardi, o homem-mosca, no site que ele mantém como porta-voz da família de milicianos e de Sergio Moro.
Tem quem acredite. O homem-mosca ajudou a espalhar que Maduro havia despejado óleo na costa brasileira.
O homem-mosca é mantido em Veneza pela Globo assim como os Bolsonaros mantêm Queiroz em São Paulo.
O homem-mosca, que sobrevoa a direita com dedicação, é muito protegido.
Mas há um problema. O homem-mosca defende Bolsonaro e a Globo. E Bolsonaro é hoje o grande inimigo da Globo.
O esperto homem-mosca, que poliniza a direita brasileira, terá de fazer escolha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 5 =