AS ESFERAS DE DALLAGNOL

Deltan Dallagnol rejeitou o convite da Câmara para que depusesse na Comissão de Direitos Humanos amanhã. O argumento: o procurador diz preferir atuar “apenas na esfera técnica”, longe de debates de “natureza política”.
Tudo o que o Intercept e a Folha divulgaram das conversas de Dallagnol com Moro envolve questões graves de natureza política, inclusive a tentativa de influir politicamente em outro país, como fizeram com o esforço para desestabilizar Maduro.
Se fosse defender mesmo a esfera técnica, Dallagnol já teria entregue o celular para perícia técnica da Polícia Federal. Ou o procurador acredita que uma perícia possa ser coisa da esfera política?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 8 =